Astarotte no Omocha!

LOLIS!! Lolois, lolis e mais lolis!

Com a atual política de censura não faço ideia de como esse anime não foi barrado. Em poucas palavras, o anime trata de uma succubus, que por sinal tem dez anos, logo, fanservice + lolis = Astarotte no Omocha. Não que o conteúdo seja visualmente pesado. É aquela clássica censura do tipo “estão todas peladas mas sempre tem algo na frente que acaba tornando a situação engraçada ou irritante”.

Mas indo ao que interessa;

A estória começa em uma colina enquanto uma pequena menina loira de olhos verdes está tomando chá com um grupo de pessoas que parecem ser seus criados., quando do nada uma garota de óculos aparece voando em um dragão e diz que ela precisa estudar, e como resposta ela diz que odeia homens. A menina loira é Astarotte Ygvar, uma succubus e rainha do reino de Alfheimr.

Nesse mundo de criaturas mágicas, as succubus são uma das raças mais antigas e são conhecidas por terem haréms de homens para poderem sobreviver. É feita uma comparação entre elas e vampiros para explicar a situação. Enquanto vampiros precisam de sangue para sobreviverem, as succubus precisam da “semente da vida” (obsceno? Imagina…) que apenas os homens podem oferecer. Mas por odiar homens, Lotte, como é apelidada a princesa, decide que só fará um harém de humanos, pois eles são uma raça mencionada em lendas e que não é vista a mais de 100 anos, e com isso, ela consegue uma desculpa para não faze-lo.

Judit Snorrevik, a tutora de Lotte tenta abrir o portal selado que separa Alfheimr de Midgard, a dimensão dos humanos, para poder trazer humanos para formar o Harém. Óbviamente, ela consegue abrir acidentalmente quando Lotte tenta impedi-la e é transportada para a outra dimensão, lá encontra Touhara Naoya (23) que estava saindo de casa para procurar um emprego, e oferece 500.000 yenes por mes para que ele volte com ela para sua dimensão.

O anime possui um traço tendendo a moe, e os desenhos no geral lembram muito, mas o nível de obscenidade implicita e explicita (não no sentido sexual, isso não é um hentai) acaba tornando o anime hilário. Num certo momento, Lotte organiza uma equipe de busca e diz para sua guarda costas, Griselda Reginhard, buscar armas no castelo, mas como a chave do arsenal estava com Judit, ela só encontrou alguns objetos escondidos no em seu quarto, que eram todos ferramentas de sadomasoquismo e é mostrado um quadro unde Judit esta vestida de dominatrix. Pela expressão feita pela criada, Elfleda Mirjasdottir, tudo da a entender que aquilo á pertencia.

Achei o anime extremamente engraçado e ao que tudo indica, haverá muito fanservice, lolis e piadas obscenas implicitas a todo momento. Algumas pessoas podem ter aversão em relação a várias coisas, mas garanto que não é nada pesado e é muito engraçado.

Nota de Aprovação 8 / 10

____________________________________________________________

LOLIS!! Lolo, lolis, lolis and more lolis!!

With the current policy of censorship I have no idea how this anime wasn’t censored. In a few words, the main character is a succubus, who incidentally ten year old, so basically fanservice + lolis = Astarotte in Omocha. The content isn’t visually heavy. It’s that classical type of censorship “they are all naked but always has something in front that makes the situation funny or annoying.”

But going into it;

The story begins in a hill while a small blond girl with green eyes is having tea with a group of people who seem to be her servants. When out of nowhere a girl with glasses shows flying on a dragon and says she must study, and in response she says that she hates men. The blond girl is Astarotte Ygvar, a succubus and queen of the kingdom of Alfheimr.

In this world of magical creatures, the succubus is one of the oldest races and are known to have harems of males to survive. A comparison is made between them and vampires to explain the situation. While vampires need to suck blood to survive, the succubuses (it’s plural for succubus >.>) needs the “seed of life” (obscene? No way…) that only men can offer. But by hating men, Lotte, the short for Astarotte, decides it will only make a harem of humans because they are a race mentioned in legends and which haven’t been seen in more than 100 years, and with that, she gets an excuse for not do it.

Judit Snorrevik, the tutor of Lotte tries to open the sealed gate separating Álfheimr from Midgard, the human realm, to bring humans to form Lotte’s harem. Obviously, she opens accidentally when Lotte tries to stop her, and is transported to the other dimension. There she meets Touhara Naoya (23) who was leaving home to seek employment, and offers 500,000 yen a month if he returns with her to her realm.

The anime tends to have a moe trait, and the design generally resemble, but the level of obscenity implicit and explicit (not the sexual context, it’s not a hentai anime) in the anime ends up making it hilarious. At one point, Lotte organizes a search team and says to her bodyguard, Griselda Reginhard, to find weapons in the castle, but the key to the armory was with Judith, and she only found some objects hidden in her bedroom, which were all S & M tools and is shown a picture where Judit is dressed as a dominatrix. By the expression made by the servant, Elfleda Mirjasdottir, all the tools belonged to her.

I thought the anime was very funny and it seems there will be much fanservice, lolis implicit and dirty jokes all the time. Some people may have aversion to many things, but I guarantee it’s nothing heavy as porn and it’s very funny.

Approval  Note: 8 / 10

Advertisements

About Barkk

Ex-redator do blog Yoi Yume
Gallery | This entry was posted in 1º Impression / Impressão, Abril / April 2011, Animes, Astarotte no Omocha, Comedia / Comedy, Ecchi, Fantasia / Fantasy, Resumo / Summary, Seinen, Starting / Começando. Bookmark the permalink.

3 Responses to Astarotte no Omocha!

  1. Anonymous says:

    gostei o anime e muito bom mas tem que acrecentar cenas mais exitantes mas ta muito bom quero ver o harem de lotti

  2. shoran says:

    Sim, iremos acrescentar, não se preucupe. Na verdade eu que sou o responsavel por lotte mas o Barkk quebrou esse galho para mim e logo irei dar uma resumida mais detalhada ^^
    Em nota: O anime é muito bom mesmo, mas duvido que mostrem um harem para lotte que tem apenas 10 anos de idade, especialmente depois da lei de BAN que está rolando por lá…

  3. Pingback: Considerações Finais Sobre Astarotte no Omocha! | Anime Portfolio

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s