Sengoku Otome: Momoiro Paradox ep. 10

Para começar o resumo desta semana preciso fazer um breve comentário sobre o nome do anime. Momoiro Paradox significa “Paradoxo Temporal”. Para quem está assistindo “Steins;Gate” deve saber muito bem o que é, mas para quem não está: Paradoxo Temporal é um fenômeno no qual o passado é alterado e as conseqüências são refletidas no futuro. Até agora isso foi completamente ignorado na série, e o fato de Hideyoshi ter voltado no tempo não foi nada de mais.  Agora que a série esta chegando ao final e as coisas estão se ajeitando o nome do anime fez sentido.

Spoilers

No caminho de volta para o castelo de Oda, as três param em um convento chamado Honnouji, um nome o qual Hideyoshi achou familiar. Ela então vai consultar seu livro de História e descobre que aquele foi o lugar onde Oda Nobunaga foi traído por seu mais fiel servo, Akechi Mitsuhide, e foi morto. Oda chama Hideyoshi para tomar um banho, mas ela diz que faria a janta e estaria ocupada, então, ela chama Mitsuhide, que diz que estaria esquentando a água de seu banho e não poderia.

Enquanto esquenta a água do banho, Mitsuhide continua com suas dúvidas e conclui que o único jeito de Oda inteiramente para si era se atar e levá-la junto. Nisso Masamune aparece e começa a dizer coisas sobre as dúvidas de Mitsuhide, que, apesar de saber que são verdade, fica irritada. Ela então entrega uma garrafa com um sake extremamente forte que colocaria qualquer um para dormir e diz que a escolha era dela. Mitsuhide amarra Hideyoshi no meio da floresta e vai servir o sake junto da janta de Oda.

Após Oda pegar no sono por causa da bebida, Mitshide as da casa e a incendeia com intenção de matá-la e se suicidar junto. Hideyoshi, que conseguiu se soltar pelas cordas terem se afrouxado misteriosamente (sim, sem interferência externa aparentemente  xD) chega no local, e visto que o incêndio já havia começado, discute com Mitsuhide o por que dela estar fazendo aquilo. Ela responde que antes da menina aparecer tudo estava muito bem entre as duas e que ela havia estragado tudo. Hideyoshi se desculpa por ter entrado entre as duas e pergunta se ela só poderia ser a única pessoa com que Oda poderia se preocupar, e então entra em meio às chamas para encontrá-la.

Mitsuhide entra na casa e fica pensando no que Hideyoshi havia dito, então, após berrar seu nome, Oda atira uma flecha em sua direção, que acerta um pedaço do teto que estava caindo sobre ela, e em seguida perguntando onde estava o inimigo. Mitsuhide responde que o inimigo estava em seu coração e que iria fazer seppuku (suicídio cortando enfiando uma adaga no estômago, manja?) para se redimir por ter feito tudo aquilo. Oda arranca a arma de sua mão e coloca sua grande espada na frente de sua serva, perguntando o que estava escrito. Ela responde que conquista, Oda então diz que aquilo jamais teria começado se elas não estivessem juntas.

As duas saem da casa, e ao perceber que Mitsuhide não estava respirando e que as freiras iriam demorar para preparar um tratamento, ela faz respiração boca a boca. Mitsuhide sente uma sensação estranha, e quando percebe o que estava acontecendo finge que ainda estava inconsciente, mas acaba parando de fingir e acorda quando as freiras percebem que ela estava fazendo uma expressão de felicidade. No momento yuri-field, um das freiras pergunta da outra menina que as estava acompanhando, e parando para pensar, elas haviam esquecido Hideyoshi dentro da casa.

Hideyoshi que continuou procurando Oda sem saber que elas já estavam a salvo, acaba encontrando sua professora roubando as peças da armadura, e quando ela a salva de uma pedaço do teto que acaba caindo, acaba reconhecendo-a, e em seguida, fica inconsciente. No dia seguinte quando acorda, Hideyoshi pede desculpas e em seguida disse que estava ganhando, pois enquanto ela havia recebido um, ela recebeu doze (yuri…). Ela percebe que estava esquecendo algo, até que uma das freiras diz que suas companheiras estavam procurando a armadura nos escombros, e ela então lembra que Masamune era sua professora.

O episódio termina com Masamune feliz da vida andando a cavalo com as peças da armadura dizendo que sua família se tornaria rica e poderosa, até que é parada por Ieyasu, que diz que ela dominaria tudo e que sua glória começaria pela morte de Masamune.

Fim dos Spoilers

O episódio terminou ficando bem claro o paradoxo temporal, que começou a partir do momento em que Oda não morreu. Ieyasu dizendo que vai matar masamune soa ameaçador, mas duvido muito que aconteça pois esse anime não se mostrou muito violento em nenhum momento. Nota, eles gostam de fogo né?

Advertisements

About Barkk

Ex-redator do blog Yoi Yume
Gallery | This entry was posted in Abril / April 2011, Animes, Comedia / Comedy, Fantasia / Fantasy, Histórico / Hystorical, Resumo / Summary, Sengoku Otome: Momoiro Paradox. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s