Hanasaku Iroha ep.15

Com uma pilha de mangas aqui do meu lado que comprei ontem somado com um pouco de dor de cabeça acho que esse vai acabar sendo o único post de hoje. Com tudo praticamente já tendo sido transmitido vou fazer a divisão das séries com o Shoran e já deixaremos tudo organizado.

O episódio desta semana foi a conclusão da viagem escolar, e depois das garçonetes freelancers terem ido embora sem aviso sem nenhum aviso, Ohana se oferece para ajudar dizendo que trabalhava no Kisuiso, e no final acaba recebendo ajuda das amigas. Yuina, que fica meio incomodada por ver como as pessoas admiravam Ohana pelo seu trabalho decide então por a mão na massa e mostrar que era capaz de ajudar, e não apenas uma menina mimada que não fazia nada.

Spoilers

O episódio começa da última cena do anterior, onde Yuina disse para Yosuke que trabalhar numa pousada não estava nas suas opções de carreira que ela talvez quisesse seguir. No escritório da administração eles começam a procurar uma solução urgentemente enquanto Ohana, Minko e Yuina estavam do lado de fora escutando a conversa. Ohana entra na sala e diz que era uma garçonete no Kisuiso e que queria ajudar. O gerente muda de expressão quando ela diz que era do Kisuiso, agradece por ela se preocupar e diz que aquilo era um problema deles, e ela como hóspede, deveria aproveitar sua viagem.

Todos vão para a cidade e Ohana fica com a situação do hotel na cabeça. Elas vão numa loja para comprar lembrancinhas, Nako pega um creme para Tomoe, Minko pega um sake para Ren e um chaveiro com o nome de Tooru e Ohana procura coisas para Sui, Enishi e Tarou. Na loja estavam as 4 que haviam se demitido falando mal de onde trabalhavam e uma delas pede um sorvete com cobertura de frango frito (é… nojento). Ohana chega gritando dizendo que elas eram um pé no saco perguntando o que havia de errado com elas, quando um grita pela outra ter derrubado o sorvete em seu sapato.

Minko pega Ohana pelo braço e as duas mais Nako fogem. As duas garçonetes pensam no problema como se do nada 100 hospedes fossem ficar no Kisuiso, Ohana então pergunta se elas poderiam fazer o que quisessem no seu tempo livre, saindo então do banheiro onde estavam escondidas. Ohana volta e pergunta se Minko poderia comprar os presentes de todos, e que Tarou gostaria de algo indecente, saindo da loja e pegando um taxi para a pousada. Ohana vai até a sala da administração e pergunta se eles não precisavam mesmo de uma garçonete, dizendo que havia imaginado uma situação parecida onde trabalhava e entrou em pânico. O gerente percebe que ela havia sido treinada por Sui e que estava agindo por instinto. Ohana pergunta se ele conhecia sua avó e ele diz que havia sido treinado em Yunosagi, pedindo em seguida para que ela os ajudasse.

Yosuke começa a explicar o funcionamento do robô, dizendo que ele carregava os pratos entre os andares para economizar tempo, e que se ele tivesse feito seu trabalho melhor nada daquilo teria acontecido. Ela diz que de fato ele era duro demais com as funcionarias, e ele responde que achou que aquela seria a melhor forma de lidar com elas, perguntando para Ohana como elas eram supervisionadas no Kisuiso. Ela responde que era com tapas na cara, e ele diz que aquilo era pior do que o que ele fazia, mas ela diz que pelo menos havia aprendido como realizar seu trabalho. Enquanto isso no centro comercial, Yuina dispensa alguns caras que estavam chamando-a para sair e pergunta por que todos haviam desaparecido, supondo que as amigas haviam ido ajudar na pousada.

Ohana começa organizando os pratos na maquina para transportá-los mas se depara com muitas bandejas, então tenta empilhar várias e acaba se desequilibrando. Ela pede desculpas e quando vê quem havia ajudado a segurar eram Nako e Minko, que dizem que também não agüentaram ficar paradas. Yosuke chega com os uniformes das duas, que decidem se distribuir com Ohana e Nako com seus afazeres de sempre e Minko organizando os pratos. Elas começam a arrumar as mesas para o jantar, quando Minko diz que tiveram um problema.

Elas vão até o corredor da máquina de transporte e quando vêem ela estava quebrada, o que acabaria consumindo muito mais tempo e dando muito mais trabalho. Ohana então sugere usarem a “tática do banho”, dizendo que fazia aquilo em casa quando sua mãe chegava muito cedo. Quando os alunos voltassem da excursão, eles mudariam os horários, colocando o banho antes da janta e ganhando tempo.

Yuina vai até o banheiro que Yosuke estava limpando e começa a tentar puxar conversa, mas é ignorada, até ela perguntar se ele achava que tudo ficaria bem. Ele responde que sim graças a Ohana. Ela diz que Ohana era muito gentil e que estava ajudando mesmo no meio de sua viagem e ele concorda, dizendo que ela era muito diferente de Yuina, pois mesmo sendo neta de uma gerente de pousada, ela sabia os apuros que eles estavam passando e decidiu ajudar. Yuina pergunta por que ele dava tão duro por aquele trabalho, dizendo que ele poderia escolher uma outra profissão, e Yosuke responde que mesmo sendo trabalhoso demais, ele gostava de seu trabalho, dizendo que ela nunca havia trabalhado e não sabia como era aquilo. Ele então pede desculpas pela outra noite e diz que se ela não quisesse trabalhar em uma pousada que eles não poderiam se casar, dizendo que ele preferia alguém como Ohana.

Yuina fica frustrada com o que Yosuke disse e diz que também podia trabalhar, pegando uma vassoura e detergente e esfregando o chão, mas começa a reclamar que as manchas não saiam (não era vanish, duh!). Ele joga água e diz para ela que deveria jogar água depois de esfregar o removedor. Ohana chega correndo no banheiro e fica surpresa de ver Yuina. Yosuke então vê que faltavam 5 minutos para o horário do banho e diz que sem ela não teria conseguido terminar a tempo, enquanto ela reclamava de bolhas na mão. Ohana diz que depois de a verem trabalhando que todos resolveram ajudar. No jantar, Yosuke pede desculpas e agradece a todos, quando um grupo de alunos começa a ter surtos ao descobrir que Yuina havia limpado o banheiro.

Como recompensa por terem ajudado, as quatro receberam permissão para usar o banho ao ar livre e Yuina conta como foi sua primeira vez… trabalhando (lol), dizendo que ficou com bolhas, dolorida e suada, mas que achou divertido. Ohana começa a falar de sua vida e lembra da lista que havia dado para Minko, perguntando se ela comprou o presente indecente para Tarou. Minko pula sobre ela e começa a afogá-la, que no final era apenas brincadeira das duas (um pouco de fanservice pra vcs  xD).

Quando vão embora, Yosuke diz para Yuina que iria retomar seus estudos para pensar nas pessoas que estavam trabalhando. Ela diz que havia incluído em sua lista trabalhar em pousada, mas que caso aquilo acontecesse, que seria no Fukuya. Em Yunosagi, Yuina faz um monólogo enquanto mostravam diversas cenas do grupo voltando para a cidade enquanto ela dizia que havia crescido numa pousada e que era próxima demais, mas que dependia dela o que era faria no futuro.

Fim dos Spoilers

Bem, estava andando pelo Anime Friends e avisto um manga de capa vermelha com algo muito semelhante. Quando me aproximo vejo que era “K-On!!”. Viro para o Shoran e só de apontar ele já estava quase babando xD. Acho a série divertidíssima, mas apenas isso e o fato dela ser um sucesso estrondoso no Japão não justifica o preço do manga (R$15,00). Para mim a New POP ter feito a impressão em papel que geralmente é usado em livros, que é muito mais caro que o papel jornal usado em mangas, apesar de ser muito mais durável, foi algo desnecessário. Gosto de “K-On!!” e sei que no Brasil é muito mais bem aceito uma manga de ação, como “Naruto” ou “Bleach” e acho que a série não será tão bem aceita como foi lá fora.

Outras duas coisas, primeira que a Panini, pra variar, fez alguma besteira e atrasou no lançamento de “Air Gear”, o que no mínimo me deixou revoltado pois ele tinham uma das paredes do estande com o Iki escrito “Air Gear” bem grande. A segunda, foi lançado o light novel de “Death Note” para quem estiver interessado. É um livro pequeno, que deve ter uma 150 páginas e está custando R$30,00, meio caro para o meu gosto mas estamos falando de um livro. Fico feliz de ver que estão começando a tentar trazer light novels para cá e estão tentando começar com títulos que já são famosos, mas conhecendo as pessoas que eu conheço que gostam de manga, acho muito difícil que elas se sintam atraídas por um livro com ilustrações a cada x páginas, mas mesmo assim, eu apoio e fico aguardando “Haruhi” e outros mais.

Advertisements

About Barkk

Ex-redator do blog Yoi Yume
Gallery | This entry was posted in 2011, Abril / April 2011, Animes, Drama, Hanasaku Iroha, Original, Resumo / Summary, Romance, Seinen, Slice of Life. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s