Ikoku Meiro no Croisée ep.2

Começando segunda feira em full force! Hoje eu me prometi a mim mesmo eu, que iria colocar no ar até a meia noite Croisée ep.2, Mayo Chiki ep.1 e Penguin Drum ep.2 e se eu ainda estiver vivo, provavelmente Mayo Chiki ep.2. Assim eu desatolo muita coisa e concentro nas que estão mais atrasadas, para a fabulosidade alegre do Barkk. Sem mais delongas!

Só uma nota: Croisée destaca muito as pequenas tarefas do dia a dia por isso daria para resumir um episodio inteiro em dois parágrafos, mas como o foco dele esta justamente nesse choque cultural entre o costume japonês e o Frances, estarei dando bem mais ênfase nessas cenas e pulando outras menos focadas.

==============================================================

O episódio começa com o narrador francês fazendo uma introdução de Yune e que poucas pessoas sabiam da existência de uma garotinha japonesa na galeria Du Roy. Depois da abertura já acontece uma das cenas mais bonitinhas e engraçadas do episodio: Yune se familiarizando com o café da manha francês. Ela acorda mais cedo que todos para preparar a mesa e quando Oscar chega à cozinha para preparar o café, Yune fica apenas observando até finalmente pegar coragem para perguntar se ele queria ajuda (na verdade ela estava esperando a vez dela, explico depois), mas ele já havia terminado. Quando Claude chega e encontra uma Yune desanimada, fica sem entender.

Eis a explicação: No Japão, é comum ter para o café da manha pratos quentes, como vegetais refogados, peixe grelhado e um monte de pequenos pratos que dão trabalho e levam tempo para se preparar e por isso eles acordam bem cedo para fazê-lo, que foi exatamente o que Yune fez, esperando que fosse algo parecido. Ao perceber que o café da manha Francês requeria apenas esquentar o café e deixar o pão e o queijo na mesa (como eles mesmo disseram, o Frances não vive sem queijo), o preparo do café da manha é relativamente relâmpago. Falando em queijo, Yune nunca havia provado um, pois naquela época ele não existia no Japão e quando foi experimentar, depois de cheirar e analisar cuidadosamente, ela percebeu que era muito forte para ela, mas fez questão de comer. Logo em seguida, ela vê Oscar tomando café puro e pede para experimentar também dizendo que a fragrância era excelente, mas quando foi tomar teve quase um ataque por não estar acostumada ao sabor amargo e forte dele. Curiosidade: antigamente os japoneses e europeus, especialmente os ingleses, digladiavam-se numa discussão eterna sobre Chá x Café. Ambos tomavam os dois, mas geralmente café era chamado de água de bueiro e chá de mato liquido. Essa discussão pendura ate hoje em alguns lugares hahahaha.

Logo após o café, Claude volta a seu trabalho como ferreiro, mas diferentemente de antes, agora há uma Yune ali. A garota fica encarando Claude fixamente trabalhando, para o incômodo dele. Perguntada sobre isso, ela apenas responde que esse é o trabalho designado a ela: auxiliar Claude e Oscar em seus afazeres na loja e fazer a mesma muito melhor. Desistindo de argumentar com a garota, o jovem volta a trabalhar enquanto Yune o acompanha em cada passo. Após um bom tempo de trabalho os dois param e novamente Claude pergunta a Yune o porquê daquilo, se ela não teria algo que ela gostaria de fazer e se não era chato ficar observando ele o tempo todo e se ela não queria visitar a galeria, comprar doces, etc. Afinal, ela veio do Japão até a frança por um motivo. Quando a garota responde simplesmente “de maneira nenhuma”, ele fica sem palavras e a manda para o galpão frontal que atende os clientes.

Triste Yune apenas fica parada no galpão quando Claude aparece falando que eles iriam sair basicamente um jeito de fazer Yune sair da loja e conhecer um pouco mais de paris. A garota fica maravilhada enquanto anda pela cidade, vendo as lojas de moda, as mulheres, carruagens e lojas de departamento, até chegarem na Grand Magasin, literalmente Loja grande em Frances mas que define uma imensa loja de departamento, algo similar mas não igual ao shopping Center (talvez o mais próximo para nós brasileiros seria uma loja imensa das casas Bahia/ponto frio/lojas americanas). Claude explica o que era par Yune e acrescenta seu ódio aquilo uma vez que ela destruía o comercio das pequenas galerias e lojinhas da região por concentrar em um só lugar vários serviços. Enquanto o garoto desabafava sua ira com a loja, eles vêem Oscar com uma moça exatamente saindo da tal loja, para piorar ainda mais o humor de Claude. Oscar diz que não é algo ruim visitar essas lojas de vez em quando e sempre é interessante saber sobre seu inimigo, mas fala isso de modo despreocupado e sorridente. Alem disso, ele estava escoltando uma moça, para a surpresa e certo desgosto do rapaz.

Depois de partirem para direções diferentes, Claude leva Yune ao mercado central, marché, famoso ponto de paris e movimentadíssimo centro de compras. Lá, Yune se sente no paraíso, prestando atenção em cada feira, detalhe e preço, para futuras referencias, alem disso, para cada verdura ou fruta que encontrava, ela perguntava a Claude como chamava e tentava decorar, chegando ao extremo de parar em CADA vendinha. Após terminarem as compras e voltando a galeria, os dois passam por uma loja que vende papel e lápis de desenho. Yune para olhar e se interessa, mas vendo o preço desiste logo, mesmo com Claude insistindo se ela não queria algo de La. Vendo que ela estava meio triste, Claude pede para ela ajudar ele a descascar as cebolas e batatas para a janta, fazendo Yune se sentir mais alegre por ser de utilidade para ele. Enquanto preparavam o jantar, Oscar aparece de surpresa, mesmo dizendo que não iria jantar com eles, no que Claude emenda que ele foi rejeitado pela mulher que estava a tarde, fazendo Yune desesperar por não saber o que falar/fazer por ele.

Na janta acontece outra cena engraçada decorrente do choque cultural de Yune com Oscar e Claude: eles fizeram um ensopado, chamada de pot-au-feu. Como todo japonês, Yune bebe a sopa pelo prato enquanto Oscar e Claude como todo ocidental, usa uma colher. Ambos ficam assustados com o método do outro beber e Claude tenta ensinar ela a usar a colher, mas a pobre garota mal consegue segurar o utensílio, que dirá de beber com ele. Logo após, Claude e Yune saem para comprar pão fresco pela primeira vez e Yune como era de se esperar, chama a atenção de todos pelos seus trajes. Já de volta, os três estão tomando café e Oscar faz Yune experimentar o café outra vez, no que Yune olha com certa apreensão. Oscar tranqüiliza Yune, que Ebe e se surpreende com o gosto, pois desta vez ele colocou muito açúcar e misturou com leite, fazendo o clássico paulistano “café com leite” ou café au lait, como é conhecido fora do Brasil. Para finalizar o episodio, há uma pequena cena ao final do encerramento com Yune e Oscar comendo ameixas secas e achando uma delicia, mas quando Claude vai experimentar uma, tem um ataque do mesmo modo que Yune teve quando comeu queijo, algo no estilo “o feitiço voltou contra o feiticeiro”.

==============================================================

Assim termina mais um episodio de Croisée e devo admitir, é um dos que eu mais estou gostando até o momento, tanto pela animação quanto pelos personagens e seus desenvolvimentos. Nesse ainda teve bastante moe e cenas engraçadíssimas de Yune interagindo com os costumes ocidentais demonstrando como realmente a cultura pode ou não ser uma barreira para as pessoas se unirem. Bem legal. Assim termino meu resumo e milagrosamente consegui fazê-lo em apenas duas paginas de Word, contra as minhas 4 ou 5 de sempre. Todos comemora (Barkk chora lagrimas de alegria).

Advertisements

About shoran

Editor, redator, webdesigner, gamer, nerd, ex-otaku e o maior chato que você já conheceu xP -------------------------------------------------------------------- Editor, Writer, webdesigner, gamer, nerd, ex-otaku and the biggest pain in the ass you've ever met!
Gallery | This entry was posted in 2011, Análise / Analysis, Animes, Histórico / Hystorical, Ikoku Meiro no Croisee, Julho/July 2011, Manga Based, Resenha / Review, Resumo / Summary, Seinen, Slice of Life. Bookmark the permalink.

One Response to Ikoku Meiro no Croisée ep.2

  1. Barkk says:

    lágrimas de alegria + flood no twitter safado xD

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s