Bakuman – Overview

Quem gosta de manga, animes, HQ e outras coisas mais e nunca quis escrever um fanfic, desenhar sua própria série ou mesmo tivesse uma criação transformada em um série animada? Essa série é mais ou menos isso. Para quem sentiu uma sensação de “já vi isso” antes, Bakuman é escrito pelos mesmo autores de “Death Note” e atualmente é a obra dos dois que está tendo continuidade.

Sinópse

A estória de “Bakuman” é sobre dois jovens de 14 anos amantes de manga que começam a correr atrás do sonho de se tornarem mangakas. Tudo começa com Mashiro Moritaka, sobrinho de um falecido mangaka de uma série cômica, que desenhava desde muito cedo por admirar e querer ser igual ao tio. Ele está na sua 8º série (atual 9º ano) e é apaixonado por Azuki Miho, uma das meninas mais bonitas de sua sala. Um certo dia ao voltar para casa, esquece o caderno no colégio e volta para pegá-lo por ter feito um desenho da garota e não queria que ninguém o visse. Quando chega na sala de aula, vê o melhor aluno de sua série, Takagi Akito, com seu caderno na mão, que diz que do fundo da sala via tudo e que Moritaka tinha talento, e por isso, queria que eles se tornassem um dupla de mangakas, sendo que um desenharia e outro escreveria o roteiro.

Depois de muita discussão e resistência por parte de Moritaka, Akito diz que iria até a casa de Miho no meio da noite falar com ela, e no desespero, Moritaka sai correndo atrás dele. Na casa de Miho, Akito chama a garota e diz que os dois queriam se tornar mangakas. A menina fica super empolgada e diz que seu sonho era se tornar dubladora. Moritaka num impulso então diz que eles dois fariam com que uma série se tornasse um anime para que ela fizesse a voz de uma personagem e então acaba pedindo a em casamento (é…). Miho volta para dentro de casa e pelo interfone diz que aceitaria, mas que só poderiam se ver denovo quando seus sonhos se realizassem.

Comentários

Essa foi uma série que achei bem interessante por mostrar as dificuldades que mangakas enfrentam para conseguirem fazer sucesso, não dando enfoque na parte de produção, mas no processo de serialização e continuidade. Por ser escrito pela mesma dupla responsável por “Death Note”, Tsugumi Ooba e Takeshi Obata, o que está escrito não é apenas um monte de bobagem e sim a experiência de vida de profissionais de sucesso. Outro ponto é a referencia direta a outras séries shounen, como “Bleach”, “Naruto”, “To Love Ru” e mesmo séries dos anos 80 para até mesmo antes.

O anime segue o manga com fidelidade, mas como na maioria dos casos, há grande perda na qualidade da arte na animação. “Bakuman” não é uma série com ritmo frenético e batalhas descomunalmente grandes com poderes brilhantes e pessoas voando. O ritmo da série é mais tranqüilo e de certa forma focada alguns momentos em diálogos, o que não deixa de ser interessante.

“Mas… se é focado apenas nos dois criando e entregando trabalhos não fica chato depois de alguns episódios?”. Bem, cada um tem o seu gosto e isso é indiscutível. Minha opinião para quem tem dúvidas sobre assistir ou não uma série é: assista os 3 primeiros episódios, se rolar rolou, se foi sofrido, deixa quieto e passa reto pra evitar frustração. Uma das melhores partes na minha opinião é o gênio que se torna rival e ao mesmo tempo colega da dupla, Nizuma Eiji, um garoto de 15 anos que conseguiu uma série de prêmios e sua serialização logo quando Mashiro e Shuujin (Akito) começam a escrever. Ele é o perfeito exemplo do cara louco que consegue fazer sucesso.

Conclusão

A segunda temporada será apenas uma continuação da primeira, da mesma forma que seria caso a série não tivesse sido interrompida por causa da atual modinha de deixar tudo com 26 episódios. Quem ler o manga antes provavelmente não vai gostar muito do anime, pois isso é algo até que bem normal com a maioria das séries, mas como sempre digo, assistam antes de criticar. Para quem gostar e tiver condições, o manga já esta disponível no Brasil e agora está no segundo volume, sendo publicado pela editora JBC (que na tradução de alguns casos deixa a desejar infelizmente).

Advertisements

About Barkk

Ex-redator do blog Yoi Yume
Gallery | This entry was posted in 2010, Animes, Arte / Art, Bakuman, Comentários / Comments, Manga Based, Mangas, Outubro 2010 / October 2010, Resenha / Review, Shounen. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s