C³ Curse x Cursed x Curious – eps. 1 e 2

Não digo que foi proposital mas a principio pensei em nem fazer esse post. O primeiro episódio me lembrou de certa forma “Denpa Onna” (sim… só por ser mais recente) com calcinha e por não ter credibilidade o bastante para achar que fosse mudar nem me dei ao trabalho de pensar em falar da série. Agora, 30 minutos depois de ver o segundo episódio, estou de queixo caído.

C³, ou C Cube,  começa numa pequena cidade litorânea onde mora Yachi Haruaki, filho de Yachi Honatsu (suponho que seja isso), que viaja o mundo e sempre lhe envia coisas bizarras. Um certo dia, o garoto recebe uma encomenda do pai que era um grande cubo de metal. Ele pega o cubo e o coloca junto com uma porção de outras bugigangas e então vai dormir. Quando sai do porão, o cubo brilha e fala. Já na cama, Haruaki escuta um barulho e então vai verificar, quando então encontra uma garota nua na cozinha roubando seu senbei (bolacha de arroz, manja?).

Em resumo, a garota se chama Fear (Kubriku(nome dado no segundo episódio)) e ela era o cubo que o pai de Haruaki havia lhe enviado. Ela explica que era de certa forma uma ferramenta que depois de acumular sentimentos negativos por muito tempo acabou ganhando uma forma humana, e que Honatsu a enviou para aquela cidade pequena e pacifica cheia de bons sentimentos para que ela pudesse viver em paz.

Se for considerar pelo primeiro episódio, a série é mais um slice of life bobinho com moe overflow em alguns momentos, calcinhas voadoras (não, não é “Sora no Otoshimono” e sim um forma de dizer fanservice bagarai) e só para aumentar o meu sadismo a ponto de dar risada, uma amiga de infância supostamente apaixonada pelo protagonista com personalidade yandere e uma menininha de origem misteriosa que fala que vai amaldiçoar a todos quando a tiram do sério. Em suma, “aff que saco, isso denovo”.

Mans, como disse no primeiro parágrafo, depois de ver o segundo capítulo fiquei de queixo caído. O episódio começou com Fear indo para o colégio como uma forma dela não ficar em casa sozinha destruindo tudo. Ok, nada de novo até então. Na metade do episódio, Peavey Barowoi, a mulher misteriosa que parece com a mafiosa Balalaika de “Black Lagoon” que apareceu no final do primeiro episódio, estava a procura de alguma coisa, e quando encontra destrói dizendo que aquilo não era nada de mais. “Hmm… ta ficando interessante”. Mais pro final, ela encontra Haruaki, Konoha (a yandere) e Fear enquanto a terceira tentava contar de onde veio e quem era.

ATENÇÃO PARA SPOILERS QUE VÃO CONTAR A PARTE BOA DO EPISÓDIO (selecione com o mouse :D)

Ela conta que caçava objetos amaldiçoados pelo mundo e que queria terminar com o mau pela raiz, destruindo Fear e dizendo que ela nada mais é do que uma ferramenta de tortura criada pela inquisição e que já havia matado um numero inimaginável de pessoas de todos os tipos. Fear entra em choque e então para minha surpresa, Konoha e Haruaki começam a lutar contra a caçadora.

Konoha se transforma numa katana e Haruaki diz que apesar dela não gostar, seu sobrenome era Muramasa (Google: historia dos dois ferreiros Masamune e Muramasa :D). Ele faz um golpe de saque e destrói uma das luvas de Peavey, que se revela uma sadista de 1ª e então a luta para após o garoto ter feito um grande corte no braço e formado uma poça de sangue. Nesse momento, Fear desperta para sua verdadeira natureza após aquela chuva de sentimentos negativos.

OK OK,  JÁ PASSOU xD

Bem, o que posso dizer é que fiquei surpreso com essa série de revira voltas. Para um anime que começou apenas parecendo mais um “bobinho moemoe fanservice acabou” e se tornou algo completamente obscuro com batalhas, sangue e inquisição (lol?) é uma reação no minimo esperada.

Depois de ver praticamente tudo que me interessava, posso dizer que a série tem potencial, tanto para o positivo quanto para o negativo. Muitas introduções foram um episódio de batalha sem muito a adicionar, e por isso não posso dar uma opinião concreta sobre o que estou achando. Mas até o momento fico com essa, essa temporada tem potencial para se tornar a melhor do ando competindo com a de janeiro (Gosick, Madoka Magika, Fractale, Yumekui Merry, Level, etc…). Se alguns desse vai se tornar o primeiro no meu TOP 10 desse ano já é outra história, mas por enquanto já estou abrindo uma vaguinha entre os 3 melhores para Persona 4.

Advertisements

About Barkk

Ex-redator do blog Yoi Yume
Gallery | This entry was posted in 1º Impression / Impressão, 2011, Ação / Action, Animes, C³ Cuse x Cursed x Curious, Comentários / Comments, Fantasia / Fantasy, Light Novel Based, Outubro / October 2011, Pantsu (lol), Resumo / Summary, Seinen, Starting / Começando, Vida Escolar / School Life. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s